Translate This Page

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Uma grande ajuda para uma pequena estrelinha

Olá meninas*

    Tenho 23 anos, uma vida curta é certo, mas já com alguma aprendizagem. Uma das coisas que os meus pais me passaram foi o sentido de ajuda para com o próximo. Lembro-me que com cerca de 5 anos ia à sociedade protectora dos animais com o meu pai (ele era lá voluntário na parte administrativa). Sempre nos levava lá para percebermos que devíamos ajudar os animais. Não são pessoas mas devemos de os tratar com tal. Os animais podem não falar mas compreendem-nos e são óptimos amigos. Cresci...e até à data ainda sou uma apaixonada por animais. Tento ajudar todos os que posso e orgulho-me de ter conseguido na semana passada dar para a adopção um cachorrinho com cerca de 2 meses. Se todos nós colaborarmos da maneira que pudermos vão haver menos animais na rua abandonados e menos animais em condições menos próprias nas instituições de apoio que neste momento estão a arrebentar pelas costuras (sem contar naqueles que são abatidos).
    Se os meus pais me passaram que ajudar os animais era importante, ajudar as pessoas que menos possibilidades tinham era igualmente importante. Lembro-me de na primária pedir à minha mãe lanche a dobrar para poder partilhar com alguém que infelizmente não levava. Com cerca de 11 anos o meu pai (que fazia voluntariado noutra instituição mas para pessoas) levava-me todos os anos no dia 24 de Dezembro a essa instituição (antes da nossa ceia natalícia). Com essas visitas percebi que eu tinha a sorte de ter a mesa recheada de comida e que havia muita gente que não. Eu tinha a minha familia, um lar aconchegante...e aquelas pessoas não. No dia 25 íamos à hora do jantar servir o jantar de toda aquela gente porque se não o fizessemos eles iam comer apenas sandes. Quem merece tal? Ninguém! Somos todos seres humanos! Posso dizer que custava sair de casa que estava quentinha, mas ver a cara de satisfação daquelas pessoas era o suficiente para nos fazer esquecer de tudo e nos sentirmos umas pessoas abençoadas com aquilo que tínhamos e por podermos ajudar. Eu ajudava a preparar as mesas mas já me sentia bastante util, pois era daquela maneira que eu podia ajudar.
    Hoje com 23 anos o valor de ajudar o outro não desapareceu. Não posso ajudar toda a gente, mas posso ajudar alguém. Como sabem eu tento ajudar a família que tem uma criança de 4 anos. Na outra vez consegui com que a luz daquela casa não fosse cortada, o que me fez muito feliz pois ainda há gente disposta a ajudar neste país! A criança que tem 4 anos, vai fazer este mês 5 anos. Comecei a pensar nos aniversários que tive...tão boas memórias! Sempre tive aniversários, cheios de doces, bolos, prendas, amigos...tudo tão mágico! E esta criança? Vai fazer 5 anos e infelizmente nunca teve uma festa de aniversário. imaginar tal coisa magoa-me. Visto isto, pensei em eu organizar uma festa de aniversário , visto que para os pais é impossível pois não se podem dar ao luxo de gastar dinheiro com uma coisa aparentemente supérflua. Gostaria de saber quem está interessada/o em ajudar nesta festa. Podem doar 5€. Se toda a gente ajudar, vai ser uma grande ajuda e vamos poder colocar um grande sorriso numa criança.


Desculpem o testamento...mas quero que pensem que hoje esta família, amanhã nós. Uma migalha para nós é uma festa para outros. Ajudar...uma palavra que não vem no dicionário de toda a gente mas que faz falta!

10 comentários:

  1. ainda não? eu até que compreendo pois detesto aquela confusão mas a verdade é que se consegue sempre coisinhas bonitas!

    ResponderEliminar
  2. é deliciosa, ahah! também adoro frutos silvestres.

    ResponderEliminar
  3. Adorei o teu "testamento". És uma pessoa excelente e admiro imenso o que tens feito por essa família.
    Como já expliquei, infelizmente não posso ajudar, mas continuo a desejar imensa força para eles e muita sorte.

    beijinho

    ResponderEliminar
  4. ah que sorte. o meu pai também foi ao Brasil mas só me trouxe um --'

    ResponderEliminar
  5. devias mesmo ter ido :x para mim foram as melhores 3horas e 5minutos da minha vida ♥

    ResponderEliminar
  6. muito obrigada! :D
    oh gostei tanto do texto, muito bonito!

    ResponderEliminar
  7. Oii querida!
    O "testamento" só demonstra que és uma grande pessoa por dentro... C'=
    Eu adoraria ajudar, ja deves tar farta de ouvir isto, mas agora tenho imensas despesas por causa da escola que ta quase a começar, e tmbem nao estou a nadar em dinheiro... ='x
    Tenho pena de nao ajudar... ='

    * Respondendo a:

    Eu gosto...mas acho que não era capaz de usar. Tenho o rabo pequeno para usar isso lol. Mas gosto do estilo.

    * ó se calhar nem tens nada o rabo pequeno, nós temos sempre tendencia a desvalorizar-nos! =p


    BJoqiinhasss

    Caty<3

    ResponderEliminar